Queremos ser o maior congresso de missões de África

Um auditório completamente cheio, louvores e oração preencheram o ambiente do lugar onde se fazia o encerramento do congresso internacional Abala Luanda. Dessa vez o tema foi ” Correntes que se quebram e portas que se abrem”. 

Segundo o visionário do evento, pastor António Joaquim de Sousa, a inspiração surgiu quando em 2014 e 2015 teve a oportunidade de pregar no maior congresso mundial de missões, o conhecido GIDEÕES MISSIONÁRIOS DA ÚLTIMA HONRA no Brasil. 

” Sendo o primeiro angolano a ministrar num evento daquela magnitude, isto inspirou-me a trazer o Abala Luanda para Angola. Pensei comigo: Posso realizar um evento similar em Angola”.


Para o Reverendo Neves como também é conhecido considerou que eventos que reúnem vários pregadores a nível de Angola como salutar. ” Recentemente tinha-se a ideia, mormente de pastores estrangeiros ( Portugal e Brasil) que em Angola o evangelho era débil, neófito e não havia pregadores preparados para a demanda, o que não é verdade”.


O propósito e ganhar almas, edificar vidas, renovo espiritual e fortalecimento dos fiéis, defendeu o Pastor Sénior da Igreja Salém.

Nesta edição o congresso contou para alem de angolanos com pregadores do Brasil, África do Sul e República Democrática do Congo. Estevão Carlos é o mais jovem pregador a fazer parte do selecto núcleo de mensageiros do Abala Luanda. 

O pastor António Joaquim de Sousa confessou que o seu sonho é tornar o congresso internacional Abala Luanda no maior evento missionário de África. Com uma família de cinco filhos o Reverendo Neves tem no azul a sua cor preferida e calulú de peixe seco e fresco, funge de milho e feijão de óleo de palma é a sua comida preferida.

Comente

Instagram did not return a 200.