O túmulo está vazio

Coreografias e louvores de adoração, marcaram o início do culto de comemoração da Páscoa no Ministério Ebenezer. O Calvário de Jesus Cristo registado há mais de dois mil anos e que continua sendo uma das datas mais comemoradas no mundo, levou milhares de fiéis ao coliseu do Instituto Bíblico de Angola (IBA).

Para sempre ELE vive, ressuscitou, foram as palavras mais ouvidas durante o culto de comemoração da ressurreição de Cristo.

Segundo o Pastor Presidente do Ministério Ebenezer, Gideão Panzo, Libertação da escravidão, perdão de Deus, amor e união, traduzem o significado da Páscoa para humanidade em geral e o povo Cristão em particular.

O coro Elí, Elí, lemá sabactani da sociedade de Senhoras, levou aos presentes a ideia do sentimento profundo de Cristo crucificado.

Emanuel Gerónimo, músico gospel, falou a Revista Supremo, da necessidade de preparação espiritual para adoração a Cristo pelo poder da mensagem da cruz.

Durante cerca de duas horas, em representação teatral, o grupo de jovens e adolescentes do Ministério Ebenezer, exibiu os diversos momentos do ministério de Cristo.

A peça teatral levou aos presentes a mensagem de Cristo desde a tentação de Jesus  no deserto, apresentação do Ministério público de Jesus, com curas, libertação, ressurreição e actos de misericórdia, e culminou com os momentos da última ceia, a prisão, a crucificação e a SUA ressurreição, sob o olhar atento da plateia que procurava em cada trecho dimensionar o imensurável amor de Cristo Jesus.

O papel de Jesus Cristo coube ao cooperador Jack Mendonça. Em entrevista ao nosso portal, o actor enfatizou a necessidade de uma vida de preparação espiritual intensa para o desempenho de um papel nessa dimensão.

Reportagem: Gerson dos Santos 

Foto: Ailton Silva/Kelven Cardoso

Comente

Instagram did not return a 200.