Angola é o José de África – Tiago Brunet

Louvor, adoração, momentos de fervor ao estilo bem tradicional dos africanos, acompanhados de danças típicas sobretudo entre o povo da Assembleia de Deus Pentecostal. A Catedral de Adoração foi a Igreja anfitriã que recebeu pela primeira vez em Angola um dos maiores conferencistas da actualidade no Brasil. Visto nas redes sociais por milhares no mundo, líder da renomada “Casa de Destino”. 

Autor de livros de auto-ajuda como “Dinheiro é emocional”, “12 dias para actualizar a sua vida”, “Rumo ao lugar desejado”, “Descubra o maior poder do mundo” só para citar alguns. Tiago Brunet veio a Angola acompanhado da sua família e amigos. O mestre de coaching e treinamento de líderes apresentou ao público a esposa Jeanine Brunet grávida do seu quarto filho. Numa motivadora, o pregador considerou os problemas existenciais como uma etapa de treinamento para o futuro. Lembrando Davi que vencendo o leão e o urso, preparou-se para enfrentar Golias, o gigante filisteu.

 Baseado no texto Bíblico de Génesis 37-3 à 5.

A História de José, o filho mais amado de Jacó serviu de inspiração para as lições de uma mensagem profética dirigida fundamentalmente para os jovens. A primeira das várias reflexões foi que o amor exagerado dos pais por apenas um dos filhos pode criar uma condição emocionalmente devastadora para os outros filhos.

O conferencista fez alusão que para cada pensamento de Deus é necessário um homem na terra para fazer acontecer.

Afastando a preguiça, Thiago referiu que tão importante como a oração de domingo são as decisões de segunda-feira.

Exemplificou também que para cada sonho é preciso um José, para cada arca um Noé, para cada mar que que se abre é necessário um Moisés. Nesta missão não valem desculpas. Deus nos livra dos fracassos, mas não aceita as nossas justificações.

Brunet preparou o auditório para os desafios de quem acredita ter sido levantado para fazer uma grande obra de DEU.

Quando somos amados pelo PAI seremos odiados pelos mesmo motivos. Por isso acautelou aos presentes a aprenderem o ódio e inveja daqueles que estão muito perto de nós. O grande exemplo é mais uma vez José que demonstrou que nem sempre os irmãos sabem lidar com quem é muito amado, não foram os adversários de longe que o combateram. A inveja deseja o que o outro tem, mas pelo contrário que a pessoa perca o que tem.

 O escritor brasileiro, declarou que não se deve pedir a DEUS a grandeza se não estivermos preparados para lidar com a perseguição dos nossos irmãos. O problema não é sonhar, é revelar o sonho que DEUS deu em secreto. As coisas pioram quando temos sonhos de DEUS, reforçou.

DEUS deu apenas o sonho a José porque mostrou estar preparado para alimentar gerações. José perdoou quem mais o traiu e alimentou quem o feriu. Não se vingue, perdoe e sustente os seus inimigos. Outro facto entre os valores de José defendido pelo prelector é que José tinha inteligência para administrar e sabedoria para lidar com crises. Só senta no trono quem consegue resolver os problemas dos outros, concluiu.

O homem de Deus profetizou que “vêm tempos que a riqueza de Angola não mais virá mais da terra, mas da mente dos angolanos. África tem muitos países, mas Angola é o José de África. A sabedoria vai ser exportadas daqui para as nações”. “Deus dará uma inteligência fora do comum para Angola”.

Comente

Instagram did not return a 200.