O maior inimigo de um ministro de louvor é a fama – Pr. António Cirilo

Cirilo da Costa, mais conhecido como António Cirilo, está em África pela segunda vez, a primeira vez que pisou no continente berço da humanidade foi quando foi ministrar na África do Sul. Veio a Angola a convite do líder da igreja Catedral de Adoração e Promessa, pastor Esmael Sebastião. A Revista Supremo teve a oportunidade de conversar com o conceituado músico depois de ter ministrado no último dos três cultos que teve agendado em Luanda.

Revista Supremo (R.S) Como é que se tornou um ministro de louvor?

António Cirilo (A.C) – Na verdade todos nós somos ministros de louvor, não precisamos fazer confusão entre aquele que dirige a igreja no louvor e adoração e aqueles que são ministros de louvor. Todos nós que recebemos uma bênção de DEUS temos uma canção dentro de nós para cantar para ELE. A palavra de DEUS diz que ele nos fez mais sábios que os animais da terra e ele mesmo nos inspira canções de louvor durante a noite. Eu acho que não existe essa separação entre quem grava um CD e quem dirige a igreja no louvor, como se eles é que fossem ministros e os demais não fossem. Todos nós somos ministros.

R.S – Algumas músicas perduram muito tempo, há músicas suas que se tornaram hinos a muitos anos, como isso acontece?

A.C – Temos que perceber que no meio de todos os ministros, DEUS chama pessoas específicas para serem dirigentes de louvor como aconteceu no velho testamento, tinha os levitas e entre eles havia aqueles que cuidavam do tabernáculo e limpavam, outros cuidavam do transporte, mas tinham alguns que eram cantores. 

Quando DEUS chama ele é responsável por suprir, eu creio que um ministro de adoração que fica a lutar para compor uma letra de adoração há um problema. Porque quando DEUS chama ele mesmo supre essa pessoa. Eu todos os dias faço uma música nova, se eu fosse cantar todas as minhas músicas eu intoxicaria a igreja (Risos).

R.S – Não faz nenhum esforço para poder ter essa facilidade em compor músicas diariamente?

A.C – Não faço nenhum esforço. É claro que é necessário ter uma vida consagrada continuamente. O maior inimigo de um ministro de louvor é a fama. Porque com muitas actividades, com o tempo se você não tomar cuidado com os aplausos, os elogios, pode começar a pensar que é você. Ai perde a graça. Mas quando você entende que é DEUS e mantém a sua consagração contínua, você entende que é um privilégio muito grande que DEUS te deu, então não haverá nenhum preço que você pague que seja maior que o preço que ELE pagou por você.

R.S – Quando fala de consagração está a se referir a quê especificamente?

A.C – Falo de jejum e oração. É fundamental a consagração do corpo fundamentalmente. Tudo começa pelo corpo. As vezes damos ao corpo o terceiro lugar na nossa relação com DEUS, mas lá no jardim do Éden a primeira coisa que DEUS soprou não foi no espírito porque nem existia, nem tão pouco a alma, DEUS soprou no corpo de Adão. 

Em Romanos 12:1 diz : Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. É necessário também ter um tempo com DEUS todos os dias, não podemos só orar quando vamos ministrar, o SENHOR diz que devemos carregar a cruz e segui-lo dia a dia. Quando falamos de cruz, vemos JESUS morrendo lá, mas hoje nós devemos mortificar pelo espírito o nosso corpo, Paulo diz que é pelo Espírito Santo que nós mortificamos os feitos da nossa carne. 

JESUS já fez o mais difícil, eu todos os dias preciso da glória de DEUS na minha vida, quer quando eu ministro quer quando não.

R.S – E como é que se foge da fama?

A.C – Não tem como fugir. Devemos é amadurecer e entender que os elogios não são para você. Devemos entender que se DEUS removesse aquela unção que colocou sobre nós seríamos pessoas comuns andando na rua. É como a história do burrinho que carregou JESUS na entrada triunfal a Jerusalém, todo mundo aplaudiu e o burrinho pensando que estavam a lhe aplaudir, não sabia que estavam a aplaudir quem estava sobre ele. 

Então quando alguém me aplaude eu sei que a glória não é desse jumento aqui, é do CRISTO que está sobre mim.

R.S – Porque que quase não aparece o seu rosto nos seus CD? Tem algum segredo?

A.C – Antigamente era mais frequente porque eu não queria aparecer. Eu entendi desde o início que não era a meu respeito, era a respeito DELE. Depois vieram as Mídias sociais e também fui fazer programas de televisão no Brasil por 8 anos, alguns até ao vivo, e depois não deu mais para esconder, mas enquanto eu pude escondia o rosto de propósito. Eu não queria que as pessoas que conhecessem, mas sim aquele a quem eu estava a adorar e penso que funcionou muito bem.

R.S – Como foi essa experiência aqui em Angola?

A.C – É a segunda vez que eu piso no continente africano, a primeira vez foi quando fui a África do Sul onde fizemos um trabalho com as tribos locais, essa é a primeira vez em que tenho uma experiência mais regular. DEUS me conectou com pessoas especiais, DEUS tem usado o pastor Esmael e ainda vai lhe usar muito mais.

R.S – Tinha noção do impacto da sua música em Angola?

A.C – Eu tinha alguma ideia devido a interacção pelas redes sociais dada por irmãos em Angola, mas quando cheguei aqui e vi todo mundo cantando as músicas realmente foi extraordinário. Eu me senti em casa, percebi que até cantam as canções melhor do que eu (risos) até parece que aqui todo mundo já nasce cantando, eu comentei com alguns dos nossos pastores que aqui os instrumentos atrapalham os cantores.

R.S – Conseguiu ter contacto com algum músico angolano para gravarem juntos alguma música?

A.C – Não tive nenhum contacto ainda, Mas estaria aberto se for para o engrandecimento do reino de DEUS. Nós devemos carregar juntos a arca. A arca de DEUS tinha dois varais e quatro posições, ninguém carrega sozinho, muitos aplaudem o pastor Cirilo, mas eu sempre tenho a minha volta os meus amigos, se você vir os meus CD´S está sempre pastor Cirilo e amigos, porque ninguém carrega sozinho a presença de DEUS.

Devemos perceber que todos nós fomos chamados mas só quem se consagra é escolhido, se você começar a se consagrar alguma coisa que brota em ti vai ser diferente

Mesmo que seja a mesma coisa terá aspectos diferentes porque é a multiforme sabedoria de DEUS. Devemos também reverenciar o que DEUS faz através de um outro irmão, esse sentimento deve dominar o nosso coração. Se você começar a passar todos os dias uma hora na presença de DEUS, orando em línguas, porque a oração em línguas edifica o seu espírito e confessando a palavra de DEUS porque isso doma e salva a tua alma, e com o corpo na presença de DEUS também jejuando, pois o corpo é um vaso, DEUS vai te encher da sua glória. 

Se esse tempo for uma hora diariamente você vai viver uma vida espiritual fantástica, se tiveres duas horas você vai começar a fluir no ministério que DEUS te deu, se passar três horas você começará a influenciar as pessoas a sua volta, como por exemplo estares na fila da padaria e DEUS te mostrar a vida da pessoa a sua frente. 

Se você passar quatro horas todos os dias na presença de DEUS você pode mudar uma nação. Eu no início ficava o dia todo na presença de DEUS, as vezes a noite toda.

Lembrar que o pastor António Cirilo nasceu em 7 de Julho de 1965, é filho de lavradores, cresceu em um município do Vale do Jequitinhonha. Converteu-se ao cristianismo aos 18 anos de idade. Hoje, pastor e ministro do Evangelho do Senhor Jesus Cristo, é casado com Dalila e pai de Asafe, Vitória e Davi. É escritor, compositor, arranjador, cantor, produtor musical, presidente da Igreja Batista da Contagem, fundador e líder do Santa Geração cuja a missão é alcançar mais e mais vidas, levando-as a uma profunda comunhão com Deus, através da adoração e do ensino da Bíblia Sagrada.

No ano de 2018, o cantor lançou seu vigésimo oitavo trabalho, intitulado de Amado Meu, vem com catorze faixas, sendo sete músicas e sete playbacks, dessas faixas, duas são regravações, uma em inglês, que é a primeira faixa do álbum, “Come in This Place” é uma versão de “Enche este Lugar” (presente no álbum A Presença da Glória)

António Cirilo também fez participações especiais em alguns álbuns, um deles é o álbum Som da Chuva 4 do Ministério Uma Chamada Para as Nações, ele cantou três músicas, elas são “Jesus, Meu Primeiro Amor”, “Eu não Posso Viver sem Ti” e “Não há outro como Tu”. Outro álbum que há uma participação especial de Cirilo é Anseio Ardente do Ministério Asas da Adoração, esse disco foi fruto de uma parceria entre os ministérios.

Reportagem: José Kundy

Fotos: Ailton Silva

Comente

1 thought on “O maior inimigo de um ministro de louvor é a fama – Pr. António Cirilo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.